Home / Destaque / ‘Pior dia da vida do meu filho’, afirma mulher que denunciou racismo em shopping

‘Pior dia da vida do meu filho’, afirma mulher que denunciou racismo em shopping

Um caso de racismo ocorrido em um shopping está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo. A operadora de caixa Aline Cristina Lucas Santos, de 29 anos, registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) depois que o filho de 11 anos foi barrado por seguranças ao tentar entrar no Bourbon Shopping São Paulo, na zona oeste, na quarta-feira, 25.

De acordo com o relato da mãe e segundo informações de O Estado de Minas, o menino a acompanhava, mas precisou pegar um brinquedo que a irmã havia deixado cair. Quando tentou entrar no estabelecimento sozinho, foi impedido por seguranças.

“Era o meu dia de folga e aproveitei para ir ao Sesc, que é perto, e fui ao McDonald’s para comer um lanche. Falei que a gente ia comprar algumas coisas no shopping e caiu um brinquedinho da neném. Como estava frio, entrei no shopping e pedi para ele voltar para pegar”, contou.

Ela disse, também, que viu a abordagem. “Vi o segurança dar um toque para o outro sobre meu filho. Ele fez uma barreira (com o corpo) na hora que meu filho foi passar. Meu filho pediu licença e ele não deixou passar. Depois, apareceu outro segurança atrás do meu filho e fizeram um tipo de escudo. Eu falei: ‘É o meu filho’. Um dos seguranças veio falar comigo e disse que tem muita criança que vai lá para pedir.”

Aline afirmou que ficou sem ação e decidiu ligar para o irmão, que a orientou a acionar a polícia. “Ele ficou bastante abalado e falou que foi o pior dia da vida dele, que não quer mais ir ao shopping. A forma como ele abordou meu filho me chocou. Fizeram isso porque ele é negro e está com o cabelo grande. Mas como seria se eu não estivesse com ele? Como ele enfrentaria essa situação sozinho?”, questionou.

Para Ariel de Castro Alves, advogado da família, ocorreu discriminação. “Se ele estivesse com a mesma roupa e fosse branco, provavelmente não teria o mesmo problema, porque várias crianças com uniforme de escola entram tranquilamente desacompanhadas. Eles achavam que o menino estava ali para pedir por ser uma criança negra.”

Ele ressaltou que a família deve pedir indenização por danos morais. “A criança se deparou com racismo em um dia divertido e de curtir a folga da mãe.”

Em nota, o Bourbon informou que repudia qualquer racismo ou ato discriminatório e ressaltou que “os seguranças agiram em conformidade à orientação de abordar qualquer menor de idade desacompanhado que ingresse no shopping”. Segundo o shopping, a medida “visa única e exclusivamente à proteção deste público”.

LEIA TAMBÉM:

O post ‘Pior dia da vida do meu filho’, afirma mulher que denunciou racismo em shopping apareceu primeiro em Mídia 4P.

Fonte: midia4p.cartacapital.com.br

Comentários

Veja Também

Monitor da Violência: Bahia é 3º estado com maior nº de pessoas mortas pela polícia no 1º semestre

As vítimas da violência em apenas uma semana no Brasil Foto: Editoria de Arte / ...

Modelo é solta dois anos após prisão por roubo em SP que ela nega: ‘Fui reconhecida como a criminosa negra do cabelo cacheado’

Após ter sido condenada a uma pena de mais de 5 anos por assalto a ...

Como saber se fui aprovado no Encceja?

A prova é aplicada pelo Ministério da Educação (MEC) e serve para avaliar os conhecimentos ...

“Negar e silenciar é confirmar o racismo”, diz o técnico Roger Machado

Roger Machado e Marcão trabalharam usando camisa do Observatória de Discriminação Racial no Futebol — ...

Primeiro-ministro da Etiópia ganha Nobel da Paz 2019

Por sua iniciativa decisiva para solucionar o conflito de fronteira com a vizinha Eritreia, no ...

Garoto fã dos garis é homenageado em Salvador pela Limpurb

Fotos: Jefferson Peixoto – Secom O pequeno Guilherme Carvalho, de seis anos é apaixonado pela ...

Itália deve ganhar observatório contra racismo no esporte

Está prevista para março de 2020 a criação de um observatório contra o racismo no ...

Bolsonaro veta obrigação de hospitais de notificar suspeitas de violência contra a mulher

Foto: Fábio Motta / Estadão Conteúdo O Senado Federal recebeu o comunicado do presidente Jair ...

SOMOS TODOS CORINGA!!

Por Sérgio São Bernardo Coringa é um filme aparentemente simples e fácil. Complexo e difícil ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *