Home / Destaque / Curso forma mulheres negras para a política no Rio Grande do Sul

Curso forma mulheres negras para a política no Rio Grande do Sul

Foto: Divulgação

O Dandaras é uma iniciativa que visa a formação política de mulheres negras no Rio Grande do Sul. No último sábado, 5, formou 70 delas, que participaram, ao longo do ano, de duas turmas presenciais e uma à distância do curso “Dandaras — Construindo o Pensamento Crítico e Promovendo Formação Política com Mulheres Negras no RS”. O nome do curso faz referência à guerreira negra da luta contra a escravidão no período colonial.

As aulas são ministradas majoritariamente por mulheres negras e visam resgatar a produção intelectual de autoras e autores negros. A idealizadora do projeto, Reginete Bispo, que também é coordenadora do Instituto Akanni, contou ao site Sul21 que o curso surgiu da sua experiência como militante no movimento negro, quando percebeu a necessidade de um projeto político que partisse de uma perspectiva negra. “A gente passou nesses últimos 30 anos numa experiência de democracia e a gente está do jeito que está. Mesmo a democracia nos nossos governos populares e democráticos não conseguiu dar à população negra o protagonismo político. Além do racismo, que atua para dividir e invisibilizar a nossa luta, isso ocorre também por falta de uma maior articulação nossa”, diz.

Seis alunas do curso concorreram a vagas no Conselho Tutelar no último domingo, 6. Segundo Reginete, o objetivo é ter essas mulheres negras formadas pelo curso disputando as próximas eleições municipais. Mas, além da política partidária, para a idealizadora do Dandaras é importante que elas também busquem seus espaços dentro das organizações em que já estão inseridas.

Parceria

O curso é quinzenal e tem carga horária de 60 horas, resultando de uma parceria com a Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da qual é um curso de extensão. Ao todo foram nove professores ministrando as aulas, sete mulheres e dois homens, que trabalharam os seguintes eixos: Cultura, Corpo e Identidades; Gênero e Feminismo Negro; História da África e Brasil Colônia; Marcos Legais das Políticas e Enfrentamento ao Racismo; Economia, Saúde e Educação; e Conjuntura, Boas Práticas e Apresentação do Produto.

Reginete diz que ainda não definiu novas turmas, mas acredita que serão lançadas em 2020. “O que ficou latente é que todas, inclusive nós da coordenação, sentiram a potência de estar juntas pensando política. É uma necessidade de continuar se organizando”, afirma.

LEIA TAMBÉM:

O post Curso forma mulheres negras para a política no Rio Grande do Sul apareceu primeiro em Mídia 4P.

Fonte: midia4p.cartacapital.com.br

Comentários

Veja Também

Monitor da Violência: Bahia é 3º estado com maior nº de pessoas mortas pela polícia no 1º semestre

As vítimas da violência em apenas uma semana no Brasil Foto: Editoria de Arte / ...

Modelo é solta dois anos após prisão por roubo em SP que ela nega: ‘Fui reconhecida como a criminosa negra do cabelo cacheado’

Após ter sido condenada a uma pena de mais de 5 anos por assalto a ...

Como saber se fui aprovado no Encceja?

A prova é aplicada pelo Ministério da Educação (MEC) e serve para avaliar os conhecimentos ...

“Negar e silenciar é confirmar o racismo”, diz o técnico Roger Machado

Roger Machado e Marcão trabalharam usando camisa do Observatória de Discriminação Racial no Futebol — ...

Primeiro-ministro da Etiópia ganha Nobel da Paz 2019

Por sua iniciativa decisiva para solucionar o conflito de fronteira com a vizinha Eritreia, no ...

Garoto fã dos garis é homenageado em Salvador pela Limpurb

Fotos: Jefferson Peixoto – Secom O pequeno Guilherme Carvalho, de seis anos é apaixonado pela ...

Itália deve ganhar observatório contra racismo no esporte

Está prevista para março de 2020 a criação de um observatório contra o racismo no ...

Bolsonaro veta obrigação de hospitais de notificar suspeitas de violência contra a mulher

Foto: Fábio Motta / Estadão Conteúdo O Senado Federal recebeu o comunicado do presidente Jair ...

SOMOS TODOS CORINGA!!

Por Sérgio São Bernardo Coringa é um filme aparentemente simples e fácil. Complexo e difícil ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *